TERRITÓRIO de Joana Providência



Em Território, a linguagem transdisciplinar de Joana Providência enquadra a criação que tem como base a obra de Alberto Carneiro e a sua enfatização da ideia de "relação vivida com a Natureza". O espaço é tratado como uma cenografia da memória, constituindo-se, pelos lugares e paisagens de uma vida, como um mapa identitário, individual e único. Nuclear no processo dramatúrgico é, ainda, o conceito de Alberto Carneiro de "arte ecológica" e da procura das sensações estéticas e dos valores da Terra que se imprimiram no Homem. A pertinência deste mote de trabalho é enfatizada por um processo criativo a construir de raiz numa zona ainda fortemente marcada pela memória da ruralidade e pela presença dos parceiros cocriadores das Comédias do Minho.

Direção → Joana Providência
Intérpretes/cocriadores → Joana Castro, João Vladimiro, Luís Filipe Silva, Mónica Tavares, Paulo Mota, Sara Dal Corso, Tânia Almeida
Espaço cénico → Cristóvão Neto
Figurinos → Lola Sousa
Desenho de luz → Vasco Ferreira
Desenho de som → Carlos Reis, Luís Aly
Design gráfico → Bernardo Providência
Produção Teatro do Bolhão → Glória Cheio
Direção técnica → Pedro Vieira de Carvalho
Coordenação técnica → Cárin Geada
Montagem e operação de som → Fábio Ferreira
Execução de guarda-roupa → Glória Costa
Apoio voz → Maria do Céu Ribeiro
Coprodução → ACE Teatro do Bolhão, Comédias do Minho, Culturgest
Agradecimentos → Alberto Carneiro, Catarina Rosendo, Irene Ferreira, Magda Henriques