A BALLET STORY de Victor Hugo Pontes



A Ballet Story tem como ponto de partida o bailado Zephyrtine de David Chesky. Na versão original, Zephyrtine é um ballet clássico para crianças, um conto de fadas recheado de elementos do maravilhoso e do fantástico. Mas Victor Hugo Pontes recusa radicalmente qualquer representação teatral em busca da ilustração da história original; o seu Ballet Story é um exercício de abstração e parte do movimento dos corpos no espaço em articulação com a música.
Numa coreografia que mistura sem complexos elementos do bailado, da dança contemporânea e do street dance, os sete intérpretes formam uma estranha tribo urbana, um grupo de seres talvez humanos, que vão ocupando a plataforma ondulada onde se encontram, num equilíbrio frágil entre o indivíduo e o coletivo.
Não há contos de fadas, mas o ambiente permanece misterioso e intrigante do início ao fim.

Direcção artística →Victor Hugo Pontes
Cenografia → F. Ribeiro
Desenho de luz → Wilma Moutinho
Co-criadores e performers → André Mendes, Elisabete Magalhães, João Dias, Joana Castro, Ricardo Pereira, Valter Fernandes e Vítor Kpez
Figurinos → Victor Hugo Pontes
Co-produção → Nome Próprio / Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura
Fotografia → Susana Neves